terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Filhoses á Trás-os-Montes

Photobucket

Ingredientes;

1 kg de farinha de trigo
1 colher (de café) de sal
1/4 litro de azeite
100 g de manteiga
2 colheres de sopa de aguardente
4 colheres de sopa de açúcar
1 laranja,sumo
10 ovos
30 g de fermento de padeiro
1 copo de leite morno
óleo para fritar
açúcar branco para polvilhar

Preparação;

Comece por desfazer o fermento de padeiro num copo com leite morno, juntando-lhe um pouco de farinha até ficar uma papa, e deixe-o a levedar numa tigela. À parte, coloca-se a farinha num alguidar grande (considerando que a massa irá crescer muito), e junta-se-lhe uma pitadinha de sal. Abre-se uma cova no meio e deita-se aí o azeite aquecido com a manteiga (leve o azeite ao lume e assim que começar a ferver retire, junte a manteiga e verta-o sobre a farinha, tendo o cuidado de mexer com uma colher de pau para escaldar muito bem toda a farinha). Depois, com as mãos e em movimentos de vaivém, esfarele todos os ingredientes muito bem para que não fiquem grumos. Quando tudo tiver um aspecto esfarelado, junta-se o açúcar, o fermento (que nessa altura duplicou de volume) e os ovos (previamente passados (com a casca) por água quente). Podem juntar-se dois ovos de cada vez. Amassa-se muito bem juntando o sumo de laranja aquecido e a aguardente. Continue a amassar até obter uma massa macia. (Se necessário vá enfarinhando a mãos). A massa ficará pronta quando começar a formar bolhas.(Note que, à mão, estas filhoses levam cerca de meia hora a amassar).
Polvilha-se a massa com farinha, tapa-se o cimo do alguidar com um saco plástico ou um pano branco, e depois embrulha-se o alguidar numa manta quentinha ou cobertor. Deixe a massa levedar durante quatro a cinco horas em lugar quente, resguardado de correntes de ar. Quando duplicar de volume estará pronta para fritar.
Depois da massa levedada, põe-se uma frigideira com muito óleo ao lume (deve ser abundante para as filhoses poderem flutuar) e deixa-se aquecer bem. Molham-se as mãos em óleo, tira-se um pouco de massa (do tamanho de um ovo), a qual, esticando, fica redonda, quanto mais redonda mais bonita!... A filhó ficará mais fina no centro e mais grossa nos bordos. Mergulhe-as no óleo a ferver, mas não demasiado quente, e com dois garfos dê-lhes um jeitinho a imitar uma flor.
Depois de fritas, escorrem-se as filhozes em papel absorvente e, ainda quentes, polvilham-se com açúcar branco.

Sem comentários:

Enviar um comentário